Pesquisar
Close this search box.

Como preparar um currículo eficiente

Nesse primeiro contato com a empresa em que busca o emprego, é importante investir numa boa preparação. Veja dicas importantes nesta matéria.
Facebook
Twitter
LinkedIn
Veja o vídeo sobre o assunto no YouTube

Por DJALBA LIMA (*)

Embora a formação acadêmica do candidato a emprego seja importante, muitas empresas consideram a experiência profissional mais relevante, por permitir avaliar as habilidades práticas do postulante e como ele se sai em situações reais de trabalho. Além disso, os resultados que o candidato alcançou em suas experiências anteriores são uma indicação de como ele pode ser bem-sucedido em sua próxima posição.

Por isso, capriche no currículo ao descrever suas experiências profissionais. Vale destacar resultados positivos em sua trajetória profissional, como aumento de vendas ou receita; redução de custos ou tempo de produção; melhoria da eficiência ou produtividade; implementação bem-sucedida de projetos; premiações ou reconhecimentos recebidos.
Invista tempo na preparação desse primeiro contato com a empresa em que você pretende trabalhar. Elaborar um currículo corretamente pode ser a diferença entre conseguir o emprego dos seus sonhos e se tornar mais um perdido no meio de uma multidão de candidatos com qualificação semelhante à sua.

O ponto de partida para elaborar um currículo eficiente é destacar suas vantagens de forma coerente e honesta. Ao apresentar suas competências de natureza técnica, como conhecimentos específicos em softwares ou ferramentas, não esqueça as de natureza comportamental e interpessoal, como habilidades de liderança, comunicação e trabalho em equipe. Essas competências devem ser descritas de forma clara e objetiva, com exemplos que ilustrem sua aplicação ao ambiente de trabalho.

Modelo

Você pode utilizar um modelo de currículo entre os muitos disponíveis na internet, que devem ser adaptados de acordo com suas necessidades e da vaga em questão. É importante escolher um modelo que seja fácil de ler, com fonte tipográfica adequada, como Times New Roman.
Quem tem conta no Google, pode usar um dos modelos existentes no Drive. Basta clicar no ícone de “novo” (sinal +), ir para Documentos Google e, em seguida, clique em “com base em modelo” e escolha um dos disponíveis.

Roteiro

Caso você mesmo queira elaborar seu currículo, de forma personalizada, segue um roteiro com os elementos que geralmente compõem o currículo de um candidato a emprego:

1. Competências

  • Habilidades técnicas específicas relacionadas ao cargo que o candidato está pleiteando, como habilidades de programação, habilidades de vendas, habilidades de gerenciamento de projetos, etc.
  • Habilidades comportamentais, como capacidade de trabalhar em equipe, capacidade de liderança, capacidade de comunicação, habilidades de resolução de problemas, etc.
  • Fluência em um ou mais idiomas além da língua materna, incluindo o nível de proficiência em leitura, escrita e conversação. É comum utilizar as escalas CEFR (Common European Framework of Reference) ou ACTFL (American Council on the Teaching of Foreign Languages) para descrever o nível de habilidade em idiomas.
    Certificações de idiomas obtidas, como TOEFL, TOEIC, IELTS, DELE, DELF, etc.
    Experiência internacional, como estudos no exterior ou trabalho em um país estrangeiro, que tenha exigido o uso do idioma.
    Conhecimento específico de vocabulário técnico relacionado ao trabalho em um idioma estrangeiro, como conhecimento em termos jurídicos, médicos ou financeiros.

2. Experiência

  • Experiência profissional anterior, incluindo nome da empresa, cargo, período de emprego e principais responsabilidades.
  • Estágios realizados, voluntários e trabalhos temporários, incluindo informações relevantes relacionadas ao cargo que está pleiteando.
  • Conquistas ou destaques no trabalho anterior, como metas alcançadas, projetos concluídos com sucesso, etc.

3. Formação

  • Graduação e pós-graduação, incluindo nome da instituição, curso, período de estudo.
  • Certificações profissionais relevantes para o cargo, como certificações de segurança da informação, certificações de gestão de projetos, etc.
  • Cursos de curta duração ou treinamentos específicos para a área em que está se candidatando.

4. Prêmios

  • Prêmios profissionais recebidos, como prêmios de inovação, prêmios de vendas, etc.
  • Prêmios acadêmicos recebidos, como bolsas de estudo, prêmios de excelência acadêmica, etc.
  • Prêmios relacionados a atividades extracurriculares, como prêmios de liderança, prêmios de engajamento comunitário, etc.

5. Projetos

  • Projetos relevantes de que o candidato participou, incluindo o nome do projeto, sua função no projeto, objetivos do projeto, metodologia utilizada, etc.
  • Resultados alcançados com o projeto, como economia de custo, aumento da eficiência, etc.
  • Informações sobre projetos pessoais, como desenvolvimento de aplicativos, criação de um blog, etc.

6. Outros itens

  • Interesses pessoais que sejam relevantes para o cargo, como hobbies relacionados ao trabalho, atividades físicas ou voluntariado.
  • Referências profissionais, incluindo nome, cargo, contato e relação com o candidato.
  • Informações sobre redes sociais profissionais, como o LinkedIn, com um link para o perfil atualizado do candidato.

Vídeo

Gravar um vídeo pode ser uma ótima oportunidade para o candidato se destacar em um processo de seleção de pessoal, pois permite que o recrutador tenha uma visão mais completa do perfil, além das informações do currículo.

Um vídeo pode transmitir informações adicionais, como habilidades de comunicação, presença de palco, entonação e expressão facial. Esses aspectos são especialmente importantes em funções que exijam comunicação frequente com clientes, colegas de trabalho ou gestores.

A apresentação em vídeo também pode ser utilizada como um recurso para avaliar as habilidades de um candidato em outras áreas, como capacidade de organização, conhecimento técnico ou habilidades interpessoais.

Por fim, a gravação de um vídeo pode demonstrar que o candidato está disposto a se destacar e investir tempo e esforço extra para alcançar o objetivo de ser contratado. Isso pode ser visto como um sinal de dedicação e comprometimento, características valorizadas pelos empregadores.

Aqui estão algumas dicas sobre como o candidato pode fazer isso:

1. Planejamento

Antes de começar a gravar, é importante definir o objetivo da apresentação, o público-alvo e a mensagem que deseja transmitir. Também é importante escolher um local tranquilo, bem iluminado e com um fundo neutro.

2. Script

Crie um roteiro claro e conciso para a apresentação. Isso inclui uma introdução que capture a atenção do espectador, um resumo de suas habilidades e experiências, e uma conclusão que reúna seus principais pontos. Não esqueça de agradecer a oportunidade de se candidatar.

3. Duração

É importante que a apresentação seja clara e objetiva, evitando ser muito longa. O ideal é que o vídeo tenha entre 1 e 3 minutos, tempo suficiente para apresentar suas principais habilidades e experiências de forma concisa.

4. Vestimenta

Escolha a roupa adequada para a apresentação, de acordo com a cultura da empresa e o cargo pretendido. Em geral, recomenda-se usar roupas formais e neutras, evitando cores muito chamativas ou estampas muito extravagantes.

5. Aparência

A apresentação em vídeo é uma oportunidade para transmitir uma boa imagem profissional. Além da vestimenta adequada, é importante cuidar da aparência geral, como pentear o cabelo, fazer a barba ou a maquiagem e estar com as unhas limpas e bem cuidadas.

6. Postura

A postura é um aspecto muito importante a ser considerado em uma apresentação em vídeo, pois ela pode transmitir confiança, credibilidade e profissionalismo para o recrutador. Além disso, uma postura adequada pode ajudar a evitar a sensação de desconforto ou insegurança que pode ser transmitida ao espectador.

Uma boa postura deve incluir o alinhamento da coluna vertebral, ombros relaxados, braços apoiados em uma mesa ou nos joelhos e pés apoiados no chão. É importante manter uma postura ereta e evitar inclinar-se muito para frente ou para trás. Além disso, a posição dos braços e das mãos também é importante, devendo estar relaxados e posicionados de forma natural.

A postura também pode afetar a expressão facial e a entonação da voz, aspectos que são muito importantes em uma apresentação em vídeo. Uma boa postura pode ajudar o candidato a se sentir mais confiante e seguro, o que pode refletir em sua expressão facial e na forma como ele se comunica com o espectador.

Por fim, uma boa postura também pode demonstrar que o candidato é cuidadoso com sua imagem e tem atenção aos detalhes, características valorizadas pelos empregadores.

(*) Djalba Lima
Editor de Pro Today
Jornalista e MBA em Marketing
E-mail: contato@protoday.com.br
WhatsApp: (61) 9937-9799

Leia também: Dez erros na elaboração de currículo: como evitá-los na busca do emprego

PRIVACIDADE - Quando você faz um comentário, publicamos apenas sua avaliação dos textos e seu nome. Seu e-mail não é divulgado, nem repassado para terceiros.

Serenidade e felicidade: como alcançar bem-estar emocional sustentável

Neste artigo, exploramos a busca pela felicidade na perspectiva de renomados filósofos como Norberto Bobbio e Luc Ferry, enfatizando a importância da serenidade como um estado mais sustentável e realista de bem-estar emocional. Discutimos como a serenidade, um equilíbrio interior perante as adversidades, pode ser cultivada através de práticas como mindfulness, meditação, exercícios físicos e manutenção de relações significativas. Também destacamos insights da psicologia positiva e da neurociência, sugerindo que a felicidade deriva da combinação de emoções positivas, engajamento, relações profundas, propósito e realização. Este enfoque holístico sugere que, embora a felicidade possa ser efêmera, a serenidade é um alicerce firme para uma vida plena e satisfatória.

Leia mais »